Bem - Vindo ao maior Festival de Musica Portuguesa.           »          Hora Kuduro/Hora Kizomba - Sextas e Sábados ás 22.00h(pt)           -                        Temos as melhores musicas, os sucessos de todos os tempos, e os temas mais dançantes em todo o planeta.          Envie-nos os seus Eventos e nós Promovemos.

Rock Nordeste: o dia em que a música renasceu

Milhares de espectadores acorrem ao festival gratuito no Parque Corgo, em Vila Real. Sean Riley e Linda Martini arrancam os maiores aplausos.
A primeira noite do festival de Vila Real Rock Nordeste cumpriu aquilo a que se propôs: celebrar a melhor música portuguesa. Num cartaz recheado de focos de interesse...
Os Linda Martini foram o ponto alto primeiro dos dois dias do festival vila-realense e provaram que, ao contrário do que diz um dos últimos hits, "O dia em que a música morreu" está muito longe de chegar.
Sean Riley & The Slowriders regressaram aos concertos em Vila Real, onde fizeram a sua primeira atuação ao vivo depois do desaparecimento do baixista Bruno Pedro Simões, e surgiram em palco vestidos de preto. A banda renasceu do luto através da música e o público agradeceu.
Mas a noite começou com a banda local Can Cun que, a jogar em casa, brindou o muito público que já se estendia pelo relvado do Parque Corgo com um aquecimento que esteve à altura do que se seguiria. Depois subiram ao palco os Sean Riley e os seus Slowriders que cumpriram num concerto em que "Greetings", do novo trabalho do grupo, lançado em abril, foi um dos momentos altos.
O público deixou o parque a transbordar (as entradas são gratuitas, o certame é uma grande aposta da Câmara de Vila Real) para ouvir os Linda Martini que arrancaram os primeiros braços no ar e "Amor Combate" foi acompanhada com palmas. O quarteto deu grande destaque ao novo trabalho, mas os clássicos foram-se ouvindo por entre as novas músicas de "Sirumba". André Henriques e companhia fizeram jus à reputação que os dá como uma das maiores bandas rock da atualidade.
                                                                                              Foto Rui Manuel Ferreira/global Imagens
                                                                                                                                           Fonte: Jn.pt